Cenoura: Produtividade se eleva e preços caem no início de outubro

Mesmo com a queda nos preços em relação a setembro, a rentabilidade da cultura da cenoura segue positiva neste mês. Nas principais praças produtoras, São Gotardo (MG) e Cristalina (GO), a caixa de 29 kg de "suja" foi comercializada à média de R$ 20,50 até a primeira quinzena de outubro (1° a 14/10), queda de 26,8% em comparação com o mês anterior. Esta pressão nas cotações das raízes foi ocasionada pelo aumento da oferta, principalmente em decorrência da maior produtividade nas lavouras – devido ao clima, seco e ameno, favorável ao desenvolvimento da cultura.

Mesmo assim, o retorno aos produtores ainda é satisfatório, com os preços 70% acima dos custos de produção – estimados em R$ 12,00/cx de 29 kg de "suja". A redução da área colhida nesta safra de inverno é um dos principais fatores que sustentam os preços das cenouras, impedindo que fiquem abaixo dos custos de produção.

Portanto, a expectativa para as próximas semanas é de que as cotações das raízes não registrem quedas significativas. No entanto, a rentabilidade pode ficar menor, devido à elevação dos custos de produção – principalmente pela alta dos insumos, em função do dólar.

Fonte: Cepea/Hortifruti

Matéria publicada em 15/10/2020