A BB Seguros, líder em seguro rural no Brasil, registrou um aumento de 49% em sinistros avisados durante o outono de 2022, em relação ao mesmo período do ano passado. De março e junho, a seguradora foi acionada para sinistros que totalizariam R$ 807,5 milhões em indenizações, ante R$ 541,4 milhões em 2021.

Cerca de 98% das ocorrências abertas pelos agricultores segurados na estação foram ocasionadas pelos longos períodos sem chuva em algumas regiões do país, informa em comunicado a BB Seguros.

“O agronegócio brasileiro tem tido dificuldades com questões climáticas, o que se traduz em mais preocupação dos produtores com o resultado de suas safras” — João Fruet

O diretor comercial da Brasilseg, uma empresa BB Seguros, João Fruet, disse na nota que “nos últimos anos, o agronegócio brasileiro tem tido dificuldades com questões climáticas, o que se traduz em mais preocupação dos produtores com o resultado de suas safras, especialmente entre o verão e a primavera”.

“Entendemos que esse desafio pode ser melhor superado a partir da sinergia entre soluções baseadas em tecnologia e o seguro rural, que contribui de forma decisiva para o planejamento financeiro deles”, acrescentou o executivo.

Seguro rural: problemas por causa do clima

De março e maio deste ano, em específico, foi registrado ainda o crescimento de 75% dos valores indenizados pelo seguro que cobre, fundamentalmente, danos causados por eventos climáticos. Além da seca, houve expressiva incidência de geada, sendo tal fenômeno o segundo maior responsável pelos acionamentos.

As regiões Sul e Sudeste foram as mais prejudicadas pelas condições características do outono de 2022: o Paraná liderou o volume de ocorrências indenizadas pela BB Seguros, seguido de Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo. No Centro-Oeste, Goiás e Mato Grosso figuraram como os Estados com maior volume de sinistros pagos; enquanto no Nordeste, Sergipe liderou o ranking.

Fonte: Canal Rural