No mês de abril, a batata lavada tipo ágata foi comercializada à média de R$ 103,23/saca de 25 kg (ponderada pela classificação) na média das lavadoras do País, 51,1% acima da média de março/21.

O mês se iniciou com chuvas intensas em algumas praças produtoras, principalmente Guarapuava (PR) e Água Doce (SC), o que acarretou na diminuição da colheita e consequente restrição da oferta, elevando as cotações. Somado a isso, a Semana Santa – período no qual a demanda pelos tubérculos aumenta – foi de extrema influência para que os preços atingissem altos patamares. As cotações recuaram somente na última semana do mês, quando o consumo foi restringido pelos preços elevados e o menor poder aquisitivo do consumidor.

Vale lembrar que as cotações em alta são típicas deste período, já que a safra das águas se aproxima do final, e devido às condições de cultivo durante o ciclo da planta (de clima quente e chuvoso nesta época), não são muitos os produtores que costumam se arriscar a plantar.

Fonte: Cepea/Hortifruti