O clima dos últimos dias favoreceu a retomada da colheita de mandioca, principalmente pelos agricultores com necessidades de caixa ou de liberar áreas de arrendamentos. Além disso, com o aumento no teor de amido das raízes – que teve média semanal de 501,68 gramas entre 25 e 29 de abril –, a comercialização avançou, também incentivando a colheita.

Conforme os dados do boletim informativo do Cepea, o movimento de alta dos preços, observado há alguns meses, se enfraqueceu, e o valor médio nominal a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia subiu ligeiro 0,11% na última semana de abril, para R$ 831,63 (R$ 1,4463 por grama de amido). Atualizado (deflacionamento pelo IGP-DI), esse valor é 58% maior que o do mesmo período de 2021.

Fonte: Agrolink