A primeira quinzena da safra 2022/2023 foi marcada por um ritmo mais lento da produção em relação ao ciclo anterior. Foram processadas 5,19 milhões de toneladas frente a 16,67 milhões da safra 2021/2022 (-66,87%). A produção de açúcar e etanol, em linha com a diminuição de moagem, totalizou 126,63 mil toneladas (-79,99%) e 397,53 milhões de litros (-45,96%) na primeira quinzena de abril, respectivamente. Desse total, a produção quinzenal de etanol anidro atingiu 15,98 milhões de litros e a de hidratado totalizou 381,55 milhões de litros.

Essa queda se deve ao menor número de unidades produtoras em operação neste início de safra. Nos primeiros 15 dias de abril, 85 unidades operaram frente a 149 unidades no mesmo período do ciclo 2021/2022. Para a segunda quinzena de abril, outras 104 unidades devem iniciar a moagem no Centro-Sul.

Além da redução na moagem, o início da safra 2021/2022 registrou uma piora do nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) na primeira quinzena de abril, que atingiu 98,66 kg de ATR por tonelada de cana-de-açúcar, contra 109,28 kg por tonelada na safra 2021/2022 (-9,72%).

Quanto à menor produção do etanol de cana-de-açúcar, a produção do biocombustível a partir do milho se destacou na primeira quinzena de abril, com 170,32 milhões de litros produzidos ante 114,68 milhões de litros no mesmo período do ciclo 2021/2022, representando um avanço de 48,52%.

Vendas de etanol

Na primeira quinzena da safra 2022/2023, as unidades produtoras do Centro-Sul comercializaram 1,03 bilhão de litros de etanol no mercado interno, registrando avanço de 5,92% em relação ao mesmo período da safra 2021/2022. Do total vendido domesticamente, 680,37 milhões de litros foram de etanol hidratado (alta de 3,15%) e 347,68 milhões de litros de etanol anidro (crescimento de 11,78%).

O volume de etanol exportado pelas unidades produtoras na primeira quinzena da safra alcançou 27,36 milhões de litros, sendo 10,35 milhões de litros de etanol hidratado e 17,01 milhões de litros de etanol anidro.

Ao todo, as empresas venderam 1,06 bilhão de litros na primeira quinzena da safra 2022/2023 (+6,82%), sendo 690,72 milhões de litros de etanol hidratado (+3,39%) e 364,69 milhões de litros de etanol anidro (13,97%).

Fonte: Unica