A produção de açúcar do Brasil deve crescer 2,9% na nova temporada iniciada em abril, para 36,37 milhões de toneladas, à medida que os campos se recuperam parcialmente do clima desfavorável na safra anterior, disse o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) hoje (22)..

Em sua primeira projeção para a nova safra brasileira de açúcar, o USDA disse que as usinas do país devem manter o mesmo mix de produção entre açúcar e etanol da safra passada, utilizando 45% da cana para fazer açúcar e 55% para o biocombustível.

Algumas consultorias independentes veem uma pequena mudança no mix para mais etanol, devido aos altos preços do combustível no Brasil, o que pode reduzir a quantidade de açúcar produzida.

O USDA disse que a maior produção no Brasil também resultará em maiores exportações, projetando embarques totais em 26,62 milhões de toneladas, um aumento de 3,8% em relação à safra 2021/22.

A agência do governo norte-americano espera, no entanto, que o Brasil termine a nova temporada com os menores estoques finais em décadas, de apenas 1,9 milhão de toneladas.

O órgão disse que o setor já está iniciando a nova temporada de açúcar com estoques baixos, em 2,4 milhões de toneladas, ante os estoques iniciais de 3,4 milhões de toneladas na temporada anterior e 5,9 milhões de toneladas em 2020/21.

Fonte: Portal do Agronegócio