O Indicador CEPEA/ESALQ do algodão em pluma subiu quase 9% no acumulado de janeiro, fechando a R$ 6,9822/lp no dia 31 – no dia 20, especificamente, atingiu R$ 7,0845/libra-peso, o maior patamar nominal da série histórica. De acordo com pesquisadores do Cepea, o impulso veio especialmente da baixa oferta no spot nacional, sobretudo de pluma de qualidade superior, que levou os compradores com maior necessidade a ceder e pagar preços maiores para conseguir fechar novos negócios. Além disso, o suporte também veio das altas nos preços internacionais, que elevaram a paridade de exportação, mesmo diante da desvalorização do dólar. 

Fonte: Cepea