O Nordeste está em época de colheita do caju. No Ceará, os agricultores usam a fruta para fazer diversos produtos e aumentar a renda.

O estado é o maior produtor da fruta do país. Tem uma área de 380 mil hectares da planta. O tipo gigante é o mais comum, porém tem uma variedade menor.

O do tipo anão precoce, por sua vez, vem ganhando cada vez mais espaço com incentivos do governo e já ocupa 30% da área plantada no Ceará e é até três vezes mais produtivo.

Para aproveitar essa fartura, os agricultores também têm feito outros alimentos com o caju.

Uma propriedade no estado usa 80% da sua colheita para preparar a cajuína, que representa grande parte da renda da família. São cerca de 200 mil litros por ano. O restante da safra vai para fabricantes de doces, sucos e polpas da região.

Fonte: Globo Rural