Os preços da soja operam com estabilidade, mas do lado positivo da tabela nesta manhã de quinta-feira (7). Por volta de 7h40 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 1,75 e 2 pontos nos principais vencimentos, levando o novembro a US$ 12,43 e o maio a US$ 12,73 por bushel. O mercado acompanha as altas das demais commodities agrícolas, mas de olho nas baixas observadas no mercado de energias. 

Desde a fala do presidente da Rússia, Vladimir Putin, sobre o país “estar pronto para ajudar a estabilizar a crise energética” e aumentar o fornecimento de gás natural para a Europa e também aumentar a produção de petróleo, o que deu alívio aos preços de ambas as matrizes. O petróleo perde mais de 1% e o gás, mais de 2%. 

Assim, não sobem só as commodities, como sobem também as bolsas europeias e asiáticas, enquanto o dólar index tinha baixa de 0,09%. 

Do lado dos fundamentos, permanece a pressão vinda da colheita americana e do plantio brasileiro, e a atenção se dá para o feriado no fim na China hoje, com a possibilidade de volta do gigante asiático nesta sexta-feira. 

Fonte: Notícias Agrícolas