Depois de abrir a semana com valorização acima de 200 pontos, o mercado futuro do café arábica recuou e operava com altas técnicas no início da tarde desta segunda-feira (16) na Bolsa de Nova York (ICE Future US). O setor cafeeiro segue acompanhando as lavouras no Brasil, em um momento em que o produtor aguarda pelo retorno das chuvas para saber os impactos climáticos na produção de 2022. 

Por volta das 11h55 (horário de Brasília), setembro/21 tinha alta de 50 pontos, valendo 183,25 cents/lbp, dezembro/21 tinha alta de 55 pontos, cotado a 186,30 cents/lbp, março/22 tinha alta de 65 pontos, valendo 189,10 cents/lbp e maio/22 tinha alta de 70 pontos, cotado a 190 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon segue operando com valorização e ganha mais de US$ 10 por tonelada nas principais referências. Setembro/21 tinha alta de US$ 16 por tonelada, valendo US$ 1844, novembro/21 tinha alta de US$ 13 por tonelada, cotado a US$ 1849, janeiro/22 tinha alta de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 1843 e março/22 registrava alta de US$ 12 por tonelada, valendo US$ 1841.

Fonte: Notícias Agrícolas