Em quase um ano e meio de Covid-19, é a segunda vez que as cotações da fibra rompem a barreira dos ? US$ 90,00/lp. A propagação da Covid-19 impactou todas as commodities pelo mundo e, no caso do algodão, os preços da pluma atingiram as mínimas históricas durante esse período. Segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), as cotações da fibra têm seguido tendência altista no mês de julho e na última semana o valor da pluma na bolsa de NY fechou com média de ? US$ 90,51 lp e o Indicador CEPEA/ESALQ (prazo de 8 dias) em ? US$ 97,21 lp.

A sustentação dos preços no mercado está atrelada aos baixos estoques mundiais e à retomada da economia global, que, por sua vez, impulsiona a demanda. Por outro lado, a pluma nacional está menos competitiva em relação à dos EUA no cenário internacional — diferença de ? US$ 6,70/lp entre as duas.

Por fim, com a entrada da nova safra brasileira, os preços internos tendem a ficar pressionados, o que poderá aumentar a competitividade do Brasil no contexto mundial

Fonte: Agrolink