De acordo com informações do Cepea, a oferta da raiz de mandioca esteve abaixo da demanda das indústrias na semana passada, devido à dificuldade de avanço na colheita, por conta do clima seco. Os índices pluviométricos estiveram baixos nas regiões produtoras do Centro-Sul nos últimos 15 dias, e não há expectativa de chuvas abundantes no curto prazo. Assim, a colheita tem sido realizada apenas em algumas poucas áreas arenosas. Neste cenário, os valores da raiz subiram. Entre 19 e 23 de abril, o preço médio nominal a prazo para a tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 447,41(R$ 0,7781 por grama de amido na balança hidrostática de 5 kg), 2% acima da média do período anterior e a quinta alta consecutiva. 

Fonte: Cepea