Não é de hoje que se fala sobre a importância do fator saudabilidade para o bem-estar físico e mental da população, por meio da combinação de alimentação adequada, prática de exercícios físicos e de um estilo de vida saudável. E, em tempos de covid-19, esse assunto ganhou ainda mais destaque!

Segundo o Ministério da Saúde, o consumo de alimentos in natura, como as frutas e hortaliças, fontes de fibras, vitaminas, minerais e de vários compostos essenciais para a manutenção da saúde, é importante para o fortalecimento da imunidade e, consequentemente, para a prevenção de doenças – inclusive daquelas que aumentam o risco de complicações no caso de infecção pelo coronavírus, como diabetes, hipertensão e obesidade. A recomendação, portanto, é que se mantenha as condições nutricionais em dia, consumindo, na média, três porções diárias de frutas e três de legumes e verduras, com a variação destes alimentos nas refeições ao longo da semana, conforme o “Guia Alimentar Para a População Brasileira”.

Um estudo da University College London, publicado na revista científica Journal of Epidemiology and Community Health em 2014, identificou, ainda, que o consumo diário de sete porções ou mais de frutas, verduras e legumes foi associado a uma redução de 42% no risco de morte por todas as causas, além de 25% no caso de câncer e de 31% por doenças cardiovasculares, devido às propriedades nutritivas destes alimentos, que diminuem a ocorrência de doenças. Os resultados foram coletados ao longo de sete anos e meio, por meio do acompanhamento do estilo de vida de mais de 65 mil britânicos.

Então, que tal inserir mais HFs nas suas refeições a partir de agora? Neste Dia Mundial da Saúde, comemorado em 07 de abril, confira quais nutrientes e fitoquímicos estão presentes nas frutas e hortaliças, com base nos grupos de cores destes alimentos:

Fonte: saudebrasil.saude.gov.br e G1