No início de 2020, a oferta de cenoura esteve bastante limitada, devido à baixa produtividade decorrente das fortes chuvas e ao clima quente na safra de verão 2019/20 – refletindo em preços elevados. Assim, mesmo com as consequências da pandemia, que reduziu a demanda diante do fechamento total ou parcial de estabelecimentos, a rentabilidade foi positiva na média da temporada.

Já entre junho e julho, a produção se recuperou e os valores caíram expressivamente, afetando principalmente as cenouras “fora do padrão”, como as de tipo “A” e “G”. Quanto à safra de inverno 2020, a redução significativa na área plantada permitiu oferta mais controlada e rentabilidade bastante superior à de 2019.

Fonte: Cepea/Hortifruti