A safra de final de ano 2020/21 do Sul e do Sudeste pode ser considerada oficialmente iniciada. Em Marialva (PR), alguns viticultores já vinham colhendo há 15 dias, mas em poucos volumes. Já em Louveira/Indaiatuba (SP), as atividades começaram nesta semana.

Na praça paranaense, dada a restrição na oferta de uvas do grupo itália no Vale do São Francisco (PE/BA), as cotações da variedade iniciaram novembro na faixa dos R$ 7,00/kg. Os volumes vendidos ainda não foram grandes – por ser início da safra –, mas os preços médios se mantiveram altos nesta semana (09 a 13/11): R$ 7,00/kg para a itália e R$ 7,50/kg para a BRS vitória.

Já na região paulista, a niagara fechou a semana em R$ 7,13/kg. Apesar das expectativas positivas quanto à safra, já que não foram registrados problemas climáticos ou fitossanitários durante o início do ciclo, a falta de chuvas atrasou a maturação de parte dos cachos. Assim, a colheita ainda é baixa na região, mas com as precipitações e o calor dos últimos dias, o desenvolvimento da uva retornou ao ritmo esperado.

Fonte: Cepea/Hortifruti